O filho do papai, primeiramente queria agradecer a Aline Hack do podcast @OlharesPodcast por fazer a narração de uma releitura de uma texto já muito famoso para alguns porem agora na forma de áudio, irei deixar o texto aqui também para quem preferir ler ele ou acompanhar o áudio lendo.

LINKS

Olhares Podcast: SITE
Olhares Podcast: TWITTER

CP000 – O filho de papai

Em um dado momento de sua vida uma família formada em uma grande empresa de cobrança, passada de geração para geração bem no centro da cidade, aonde existia um prédio enorme no qual os últimos cinco andares eram da empresa  CA Corp, a mais de quinze gerações no mercado, a CA Corp se manteve como a líder no mercado de cobrança, ano após ano, mas na geração atual a família Rios estava com diversos impasse familiares entre seus irmãos nos quais o mais novo quando estava para entrar na maior idade e começar a trabalhar na empresa, antes mesmo disso já muito cobrado a trabalhar pelo seu irmão mais velho, vendo o quanto o seu pai atual presidente da empresa cuidava de sua família e dos funcionários ele mesmo fazendo os pagamentos tratando a todos com muito respeito e como se fossem da família, em ótima época na empresa porém com crise familiar.

No seu dia de começar a trabalhar o irmão mais novo, entregou alguns documentos ao seu pai pedindo antecipação da sua herança e na parte da empresa mesmo todos estando vivos e mesmo nunca tendo trabalhado na empresa, o pai e líder da empresa tinha a data limite de decisão de uma semana para saber o que realmente  iria fazer e dar a resposta ao seu filho mais novo, com a pressão do lado dos acionistas e sócios da empresa além dos familiares e de seu filho mais velho que trabalhava juntamente com ele na empresa , ao saberem do documento, começaram a criar vários rumores o mais absurdo que chegou aos acionistas  a desistência da presidência do senhor Rios, em uma das reuniões sobre o assunto do pagamento da parte do filho a ele, esse assunto veio à tona tornando a sua decisão ainda mais delicada.

Após 4 dias da entrega do documento da requisição do pagamento da parte do filho mais novo, o Senhor Rios chamou o seu filho para a empresa pois o mesmo já não participava das reuniões da família para jantar, café da manhã e almoços, logo o Senhor Rios viu apenas esse comunicado como saída para ver e até mesmo entender o seu próprio filho. Em uma belíssima quinta-feira pela manhã enquanto ainda arrumada a sua mesa para começar mais um belo dia de trabalho administrativo seu filho mais novo bate à porta, como já sabemos muitas dessas empresas tem suas salas em total vidro para ver ao redor quem está trabalhando ou não, ao bater na porta e abri-la, entrou sem nem ao menos ser convidado. Fora logo sentando em uma das cadeiras de frente ao seu pai, perguntando se já tinha tomado a decisão sobre a herança e a parte dele na empresa, respirando fundo seu pai respondeu que até o fim do dia tudo que era de direito dele, estaria em sua conta bancaria, no mesmo momento o filho levantou-se da cadeira e saiu da sala. Ao sair da empresa o filho mais novo trombou com o filho mais velho que não disseram nada um ao outro, pois o filho mais velho da família Rios estava muito irado com a proposta de seu irmão e a possível decisão de seu pai, que era a que ele mais temia. O Senhor Rios estava em sua sala quando foi abordado por seu filho mais velho preocupado com a sua decisão que não fora favorável a empresa e nem a sua da própria família, pois seu filho mais novo foi para sua casa, fazer as malas pois iria sair da cidade talvez do pais, as palavras do filho mais velho para com o seu próprio pai, foram duras e machucaram muito mais que a saída de casa do seu filho mais novo. Depois de tantas decisões e discursos ruim o Senhor Rios não pensou duas vezes em trancar a porta da sua sala  e apenas ficar olhando as pessoas e o passar delas por ali , após muitas horas já a noite o Senhor Rios havia perdido totalmente o seus senso de horário e direção enquanto não pensava em  nada e apenas observava as pessoas indo e vindo, pegou o seu carro e foi para casa ver sua família e as possíveis reações da sua escolha, quando chegou não encontrou mais seu filho mais novo em sua  casa, a Senhora Beatriz mulher do Senhor Rios disse que seu filho já tinha ido embora porém ,não falou para aonde iria, mas a Senhora Beatriz encorajou o Senhor Rios para não desistir e nem desanimar com a escolha que tinha feito, pois era a escolha certa a ser feita, por mais que tudo aquilo viesse a acarretar problemas dali a algum tempo, e claro que  sim acarretou diversas discursões e reuniões até que os ânimos se acalmaram, mas está história não termina aqui.

O filho mais novo pegou tudo o que era de direito e  naquela noite mesmo viajou para o outro estado, para uma cidade conhecida pelas suas casas noturnas, cassinos, prostituições, drogas entre tantas outras coisas, que eram deliberadamente livres e oferecidas em cada canto daquela cidade, sendo dessa forma lógico que não fora diferente para o filho mais novo do Senhor Rios, tendo tanto dinheiro e tanta inexperiência de vida ,não resistiu há  tantas oportunidades que existiam naquela cidade e experimentou todas  aquelas felicidades momentâneas, que acabaram mostrando ao filho mais novo o quanto tudo aquilo que ele tinha, assim como essa felicidade que ele havia conquistado juntamente com os colegas ali que de nada o ajudaria, quando uma dificuldade aparecesse na vida que escolheu viver agora. Após quase dois meses nesta cidade o seu dinheiro já havia escorrido pelos dedos que não conseguiu nem perceber o quanto ele tinha e o quanto já havia gastado futilmente com coisas que nem ao menos estavam com ele mais, assim como o dinheiro acabou e não tinha  aonde ir, ele se encontrava nas calçadas, nas ruas e nos becos sozinho, com suas roupas rasgadas e procurando entre os lixos  o que comer, para apenas sobreviver mais um dia, a única coisa que se passava, era aonde achar o que comer para sua sobrevivência , ele estava naquele lixo revirando como se fosse a última possibilidade de vida , em uma noite antes de dormir ele lembrou como era na empresa de seu pai, como as pessoas eram felizes e trabalhavam também felizes, como se não houvessem  problemas, além dos cafés da tarde que sempre existiram naquele lugar. Neste momento apareceram as memórias de outrora, que ele nunca tinha se dado conta e até mesmo por um instante observado o devido valor aqueles momentos.

Com tudo que estava acontecendo as coisas ainda estavam desesperadoras ao filho mais novo pois sem ter o que comer, ou o que vestir, ou até mesmo aonde ficar realmente ele virou um entre vários moradores de rua daquela cidade, mesmo sabendo que sua família em outro estado teria uma vida ganha mesmo que voltando, se humilhando para seu pai apenas sendo um funcionário, estaria tudo bem para o filho mais novo, depois de muito tempo refletindo nisso ,tentou juntar algumas economias para voltar a cidade aonde o Senhor Rios e sua família estavam e onde realmente era sua casa. Foram 3 semanas de trabalhos pesados dentro da cidade escondendo o dinheiro que ganhava, se alimentando do lixo para conseguir o dinheiro de volta para casa. Com tudo isso foram quase 3 meses que o filho mais novo do Senhor Rios gostaria de esquecer, dormindo no chão com apenas um papelão para o cobrir, uma experiência que viveu na pele e não gostaria de ver ninguém próximo a ele sofrendo isso.

Dali a dois dias o filho mais novo do Senhor Rios estava embarcando em um ônibus em uma viajem de volta para casa, para pedir um emprego ao seu pai e assim conseguir um local para ficar por pensar que desonrou a empresa e o nome de sua família não teria apoio e muito menos o carinho de sua família de volta, pois sabia e descobriu da pior maneira que tudo aquilo que tinha feito não foi agradável a sua família e até mesmo para sua vida. Ao adquirir o bilhete de passagem para voltar para a sua casa ele o guardava como se fosse a sua vida, contando cada segundo para voltar a sua casa.

Na manhã da viajem o Senhor Rios se atrasou para ir ao trabalho, dormiu um pouco mais do que devia, porém, seu filho mais velho visando um cargo mais alto na empresa estava entrando mais cedo e sendo quase que o último a sair da empresa, fazendo as reuniões, apresentando novas ideias e soluções, fazendo de tudo a ser o mais lembrado, para quando aparecer a oportunidade ser o primeiro nome. Em quanto o Senhor Rios terminava de tomar seu café, seu filho mais novo estava entrando na estrada que dava acesso a cidade e seu filho mais velho em mais uma apresentação de soluções inovadoras para a empresa. Ao sair de casa o Senhor Rios optou por mudar seu percurso, já que estava atrasado alguns minutos a mais não fariam tanta diferença, já estava se aproximando do prédio da empresa ,quando viu ao longe alguém que parecia e lembrava seu filho mais novo na esperança de ser o mesmo, andou devagar com o seu carro para ver quem era, surpreendido com uma pessoa que para ele já estava quase que morta, sim ele avistou  seu filho e  imediatamente parou seu carro e o colocou desesperadamente no seu carro. Ao chegar na empresa com seu filho no banco do passageiro designou um dos funcionários do estacionamento para que com o seu carro levasse seu filho ao médico e para comprar algumas roupas e trazê-lo novamente para a sua sala. Entrando no prédio e subindo a sua sala, já estavam ali alguns acionistas juntamente com o seu filho mais velho, porém se encontrava muito aéreo por ter encontrado o seu filho mais novo e o que poderia fazer para ajudá-lo, disseram ao Senhor Rios os trabalhos e as novidades que seu filho mais velho estava fazendo e criando na empresa, porém sem dar muita atenção a isso disse a todos e pediu para seu filho mais velho que gostaria de fazer uma festa e convidar os amigos mais próximos e as pessoas que trabalhavam ali, pois tinham algo para comemorar e festejar, sem saber mas gostando da iniciativa e achando que era para ele ,o filho mais velho tratou de sair e fazer os preparativos para a festa.

Já se faziam mais de quatro horas que o funcionário do estacionamento junto com o seu filho mais novo, eis que recebe um telefonema do funcionário avisando que estava com ele comprando algumas roupas para que pudesse ficar mais apresentável e que depois iriam ao cabelereiro para cortar o cabelo e fazer a barba, concordando e dizendo para que seria depois pago por ele mesmo por esse favor, logo após a ligação ele foi para a casa dele para falar com a sua esposa o acontecido e também almoçar, ao chegar em casa estava comentando com a sua esposa que iria fazer uma festa para comemorar a volta de seu filho mais novo para casa. Mais a noite com todos os preparativos da festa finalizados e a mesma já acontecendo próximo ao prédio da empresa todos estavam ali felizes e comemorando a volta do filho mais novo do Senhor Rios, junto com os empregados da empresa que foram convidados e os acionistas mais próximos a família. Quando o filho mais velho do Senhor Rios que ainda estava na empresa  percebeu que a festa já acontecia e que as coisas estavam muito animada lá, finalizou o quanto antes o que estava fazendo e fora para o local da festa, ao chegar na entrada viu que não era uma festa normal mas uma festa como se fosse o aniversário de alguém, quando perguntou a um dos recepcionistas do que era a festa e disseram que era do seu irmão mais novo que tinha voltado de viagem, inconformado e muito bravo com a atitude de seu pai, ficou sentado na frente do salão esperando seu pai sair ou passar alguém que ele conhecesse para o chamar, mas como ele não era muito comunicativo com os funcionários, um deles passou por ele e foi avisar o Senhor Rios ,que ele estava do lado de fora sentado muito bravo.

Ao chegar na frente do salão para saber o que estava acontecendo, fora abortado instantaneamente pelo seu filho mais velho questionando e brigando com ele por fazer tudo aquilo pelo seu ingrato  irmão mais novo que abandonou a empresa e a todos, passou um momento curtindo e gastando sua herança a vontade e a ele que estava com ele todos os dias, ajudando na empresa e com assuntos da família ,nunca tinha feito nada parecido ,mas quando seu irmão  volta arrependido, o recebe com uma bela festa. Logo o Senhor Rios explicou  para seu filho, que seu filho mais novo estava morto e que ao voltar para casa tinha voltado a vida, e que tudo  que ele tinha construído  e conquistado na empresa, já era dele por direito, mas que devemos nos alegrar ao achar algo ou alguém que se perdeu, e que agora o seu irmão mais novo tinha aprendido, da pior maneira possível, o valor  da família.

Não deixa de dar sua opinião
Mande seu feedback pelo e-mail contato@ctrlclick.com.br, pelos comentário aqui no post ou pela pagina de CONTATO seus lindos.

Não esqueça de nos seguir em nossas redes sociais